(16) 3371-2277
Praça Dom José Marcondes Homem de Mello
(Av. São Carlos s/nº) Centro, São Carlos/SP

Quaresma, palavra que vem do latim quadragésima, é o período de quarenta dias que antecedem a festa máxima do cristianismo: a ressurreição de Jesus Cristo, comemorada no Domingo de Páscoa.

A quaresma tem seu inicio na quarta-feira de cinzas quando toda a igreja  é convidada a jejuar e a abster-se de carne receber as cincas sobre a cabeça em sinal de disposição interior para o arrependimento dos pecados, para a prática da penitencia propostas neste caminho penitencial de modo especial a igreja ressalta o jejum a oração e a esmola como remédios contra o pecado e  parara a conversão e santificação., fortalecendo assim o cristão tendo em vista a experiencia da ressurreição, ou seja, a quaresma com todos os seus exercícios espirituais de convite a conversão só tem sentido porque colocamos como meta a ressurreição a vida de liberdade que Cristo ressuscitado nos apresenta.

Somos convidados portanto, pela Igreja a entrarmos neste caminho de conversão.

A Oração: intensificando a vida de oração estamos nos unindo mais intima e intensamente ao Senhor para discernir os desígnios do Senhor, para fortalecer nossa vontade na luta contra o mal e na prática do bem e das virtudes cristãs.

O Jejum: Com esta penitência, enquanto nos privamos de alguns bens materiais e até mesmo reduzindo a nossa cota diária de alimento, aprendemos o desapego, a simplicidade, a privação e fortalecemos nossa confiança e esperança no Senhor, experimentamos a solidariedade com os que passam privações de alguns bens indispensáveis para a vida e com isso despertamos a nossa sensibilidade para a solidariedade para com o próximo e a partilha para com o necessitado aprendendo a ser mais humanos e mais fraternos assim como mais misericordiosos.

A esmola: praticando esta virtude ou penitencia, aprendemos na partilha a exercitarmos a generosidade assim como reconhecer a bondade e a providência divina que não nos deixa falatr o necessário para a nossa vida assim como sermos instrumentos e sinais da bondade  e da generosidade do Senhor.

Essas e outras praticas de piedade nos levam à buscar com mais determinação a comunhão com Deus e a colocar enm prática dom mais empenho e determinação os ensinamentos de Jesus contidos nos santos evangelhos  experimentando assim a vida nova que vem doressuscitado.

Assim a quaresma nos leva a sermos criaturas novas onde a ressurreição não será unicamente a experiencia final, mas uma experiencia vivida a cada libertação que graças ao dinamismo do espirito de jesus ressustitado presente em nos é experimentaçda nas situações concretas do nossa vida em nosso dia a dia.

Saimos das trevas e da morte e nos tornamos criaturas novas em Cristo ressuscitado.

Podemos dizer com toda a tranquilidade que o tempo da quaresma é para o cristão um grande retiro esiritual Com começo meio e fim e com metas claras e determinadas

Fazer a experiencia de ressuscitar com o cristo na note da ressurreição.

O tempo de quarenta dias é simbólico, o número quatro simboliza o universo material. O zero significa o tempo de nossa vida na terra, suas provações e dificuldades. A duração da quaresma está baseada no símbolo deste número na Bíblia. Nela, é relatada as passagens dos quarenta dias do dilúvio, dos quarenta anos de peregrinação do povo judeu pelo deserto, dos quarenta dias de Moisés e de Elias na montanha, dos quarenta dias que Jesus passou no deserto antes de começar sua vida pública, dos 400 anos que durou a estada dos judeus no Egito, entre outras. Esses períodos vêm sempre antes de fatos importantes e se relacionam com a necessidade de ir criando um clima adequado e dirigindo o coração para algo que vai acontecer. Antes de iniciar sua vida pública, logo após ter sido batizado por João no rio Jordão, Jesus passou 40 dias no deserto. Esse retiro de Jesus mostra a necessidade que ele teve em se preparar para a missão que o esperava.

A Quaresma é portanto tempo litúrgico de conversão, que a Igreja coloca para preparar os fiéis para a grande festa da Páscoa.

Adicionar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *