(16) 3371-2277
Praça Dom José Marcondes Homem de Mello
(Av. São Carlos s/nº) Centro, São Carlos/SP

2° DOMINGO DO ADVENTO – 2012: Uma Voz no Deserto

A mensagem forte de conversão neste segundo domingo do Advento nos vem através de João Batista como uma VOZ QUE GRITA NO DESERTO, convidando à CONVERSÃO: “PREPARAI OS CAMINHOS DO SENHOR”.

Advento é tempo de conversão, oportunidade para preparar os caminhos do Senhor e endireitar as veredas, a fim de que chegue o reino de Deus. Em nossos dias é muito mais fácil converter-se a si mesmo do que a Deus, pois a conversão a ele exige renúncia e disponibilidade. Trazemos dentro de nós a sede de justiça e de paz, que brota do acolhimento, do exame de consciência. Devemos nos perguntar como está minha vida de fé, de caridade, de oração?

Liturgia da palavra.

Primeira Leitura (Br. 5,1-9). A 1a leitura anuncia o “Caminho” de um novo “Êxodo”.

Ao povo sofrido no exílio, o Profeta Baruc dirige uma profecia cheia de esperança e vibrante alegria: o próprio Deus preparará o caminho do regresso: “Abaixará os montes, encherá os vales, aplainará o chão, a fim de que Israel caminhe com segurança.”

O profeta anuncia que uma nova Jerusalém nos aguarda para a realização do esplendor da salvação messiânica que vem para todos sem exceção.

O Salmista ora confiante ao Pai, no desejo de ser instruído em seus caminhos.

O amor, a justiça e a fidelidade levam a viver na intimidade com Deus que nos faz conhecer sua aliança. (Sl 25)

Segunda Leitura (Fl. 1,4-6.8-11) A 2ª Leitura é um apelo a progredir da vida cristã através do amor. O apostolo deseja que a comunidade busque crescer continuamente na vida e no amor fraterno.

O amor comprometido para com todos é o caminho da perfeição, é o jeito de se manter vigilante na espera do Senhor.

O Evangelho fala da Missão de João Batista: “preparar o Caminho do Senhor”. (Lc 3.1-6) João Batista é “a Voz que clama no deserto”, preparando o coração dos homens para acolher o Messias.

Deus rompeu um longo silêncio de 300 anos sem profetas e enviou o último profeta do Antigo, e o primeiro do Novo Testamento: João Batista, primo de Jesus que com Ele conviveu que foi seu precursor e Araujo e o apresentou ao povo que o esperava ancioso.

João Batista é como “aquele que começou a boa obra” (como indica a 2° leitura) que encontra sua plenitude em Jesus de Nazaré. A nova terra, o mundo novo idealizado é marcado pela ternura de Jesus. É preciso distinguir e liberta-se das falsas ideologias oriundas do poder econômico muitas vezes associado ao poder religioso. Com esperança procura-se um mundo melhor para que se possa implantar a justiça e estabelecer a paz.

O Anúncio de João Batista: – Um apelo de conversão: “Preparai o caminho do Senhor, endireitai suas veredas… todo vale será aterrado, toda montanha e colina serão rebaixados…”

Esse processo de conversão é um verdadeiro êxodo da terra da opressão para a terra nova da liberdade, da graça e da paz.

A VOZ do deserto grita e propõe a conversão para desbloquear os caminhos, para ver a “salvação de Deus”.

Um anúncio de esperança: “Todos verão a salvação de Deus…”

A salvação é oferecida para todos os homens, também para nós…

O Testemunho de João Batista: – Preparou-se no “deserto”: O barulho das festas não é ambiente propício para anunciar nem para ouvir o convite à penitência.

Para escutar a voz de Deus, é necessário criar um clima de silêncio, de escuta:

O Caminho a Seguir:

Endireitar as Estradas: Nem sempre seguimos o caminho reto, indicado por Cristo: do amor, da doação, do serviço…

Preencher os Vales: Quais os vales a preencher na vida profissional, na vida espiritual, na vida familiar, na vida da comunidade?

Aplainar os Montes: Abaixar nosso orgulho, nossa auto-suficiência…

O Advento é um tempo oportuno para avaliar nossa vida e tomar algumas decisões favoráveis para a nossa mudança de vida.

Questione-se: Como esta minha vida/ onde e o que deve ser mudado para eu ser feliz e ter a paz, viver o amor e estar com Jesus. Advento é a oportunidade oferecida por Deus para a Mudança e a vida nova

Autoria: Wanda Fantti e Padre José Luis Beltrame

Adicionar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *