(16) 3371-2277
Praça Dom José Marcondes Homem de Mello
(Av. São Carlos s/nº) Centro, São Carlos/SP

Comentário Dominical

Neste final de semana acendemos a vela “rosa” da Coroa do Advento, a qual representa a presença e o perdão do Pai, a quem imploramos clemência para a purificação dos nossos pecados. Celebremos confiantes a eucaristia, ação de graças que fortalece nossa fé e nossa coragem.

O 3° Domingo do Advento é conhecido como o domingo da alegria: “Alegrai – vos! O Senhor está próximo!”

A felicidade inunda nossos corações por poder sentir a presença de Deus Pai bondoso e misericordioso, particularmente nos difíceis momentos de fraqueza. Esse é um tempo de espera e de escuta da Palavra de Deus, mensagem de vida e provocadora de conversão.

É necessário assumirmos as atitudes de Jesus em sua prática de amor e justiça, para que o reino trazido por Ele possa acontecer realmente entre nós.

Liturgia da Palavra

1° Leitura: (Sf 3,14-18)

O profeta Sofonias lembra que a salvação consiste no perdão dos pecados e na reconciliação com Deus. Neste hino de alegria pelo perdão ele mostra que Deus esta presente no meio do povo.

“ALEGRA-TE de todo o coração, cidade de Jerusalém… não tenhas medo, Sião… O Senhor, teu Deus, está no meio de ti, como poderoso Salvador…”

O salmo destaca o motivo da alegria para todos nós: “Alegrai-vos, habitantes de Sião, porque é grande em vosso meio o Deus Santo de Israel…” (Is 12,6)

2° Leitura: Paulo aos filipenses (Fl 4,4-7)

Paulo exorta os Filipenses a viver em atitude de esperança e alegria, porque está próxima a vinda do Salvador. Mesmo em meio as dificuldades e provações, como é o caso do próprio Paulo que se encontra preso quando escreve esta carta ele diz:”Alegrai-vos sempre no Senhor, repito, alegrai-vos…

Evangelho. (Lc 3,10-18)

A nova história nasce com Jesus. A partir da mudança de vida (conversão) apresentada por João Batista. A pregação de João Batista supera as expectativas dos zelotes que aguardavam um messias guerreiro, o ritualismo dos fariseus que pregavam um messias preso as observâncias da lei, a segregação grupal dos essênios que pregavam um messias apartado do convívio social. O batismo de João quer situar a pessoa diante do julgamento de Deus, e esse julgamento exige mudança de vida. Para acolher a salvação que Jesus traz, que é o próprio Jesus, é preciso mudar as relações interpessoais. As propostas apresentadas por João são apenas sinais de conversão verdadeira. * Solidariedade e partilha com os necessitados: “Quem tem duas túnicas… comida… reparta.” Não se trata de esmola ou ajuda, mas de comunhão de bens, comunhão de vida, partilha para a construção de uma sociedade-comunidade de irmãos onde todos dever viver como iguais. * Honestidade e justiça: “Não cobrar mais do que foi estabelecido” a proposta aqui é ir além da justiça dos homens e chegar à justiça do reino de Deus. * Não exercer a violência e o abuso do poder: “Quem tem poder…não tomar à força dinheiro de ninguém…” E apresenta três pragas que devemos nos libertar: * a ganância, * a injustiça * o abuso do poder, A alegria cristã sempre foi um sinal da libertação messiânica… Partilha – justiça acabar com o abuso do poder. Aderir ao batismo de João e dar um basta a sociedade e caminhada na sujeição do pecado. É predisposição para a comunidade de Jesus que se inicia com o batismo de Jesus comunidade regida pela ação do Espírito Santo de Deus. Concluindo: A alegria que a liturgia nos convida a viver não se estende a todos na verdade ela é uma decorrência do ser Cristão. Aqueles que aderiram ao apelo de conversão deixaram as falsas alegrias que na verdade enganam e escravizam o homem no pecado e na morte e agora vivem na alegria de pertencer a Cristo dando testemunho da vida nova na liberdade da filiação divina e na expectativa de pertencerem ao Reino de Deus aguardando o reino definitivo

Autoria: Vanda M. Elisa A. O. Fantti e Pe. José Luis Beltrame

1 Comente

  • de Anna Carolina Fantti Postado 15 dez 2012 00:23

    AUTORIA E DIREITOS RESERVADOS Vanda Fantti… favor corrigir ..

Adicionar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *